domingo, 21 de Dezembro de 2008

Filhós de Cenoura

Vou deixar aqui esta receita que eu já faço há vinte e muitos anos e que para quem gosta deste tipo de fritos de natal, costumam adorar.
Há uma vantagem desta receita sobre as outras filhós...não ficam duras, ficam macias durante muitos dias, principalmente se as guardarem um caixas.
Podem também congelar, e depois descongelar algumas sempre que o desejarem, por exemplo eu costumo fazer o dobro e depois congelo metade para a passagem de ano.



Ingredientes:
  • 500g de cenouras(peso descascadas)
  • 500g de açúcar
  • 500g de farinha(eu uso branca de neve tradicional)
  • 5 ovos
  • 1 colher de chá de fermento royal
  • sumo e raspa de uma laranja
  • raspa de 1 limão
  • óleo para fritar
  • açúcar e canela para polvilhar
Preparação:

Cozo as cenouras com água e sal, uns 30 minutos, escorro-as e deixo arrefecer num passador. num alguidar suficientemente grande, coloco as cenouras e trituro com a varinha mágica, depois junto os restantes ingredientes e continuo a bater tudo com a varinha, até a mistura não apresentar caroços e começar a fazer bolhas.

Mistura-se canela com açúcar.
Coloca-se um prato com papel de cozinha, para as escorrer depois de fritas. Um pirex ou 2 para as colocar depois de polvilhadas.

Colocar uma frigideira funda e larga com bastante óleo e meter a aquecer, mas não muito, têm de ser fritas lentamente(mas também não pode estar frio), se não fritam por fora e ficam cruas por dentro. Pelo mesmo motivo não se pode fazer as filhós muito grandes, eu costumo fazer com meia colher (de sopa) de massa, que vou empurrando para a frigideira com o dedo.
Normalmente estas filhós viram sozinhas, por isso é importante que tenha óleo suficiente e se necessário vai-se acrescentando mais se faltar, mas ás vezes é necessário virá-las. Conforme se vão fritando, retiram-se com uma espumadeira e vão-se colocando no prato com papel de cozinha, depois coloca-se outras a fritar e passam-se as primeiras por açúcar e canela e colocam-se no pirex (claro se houver ajuda de outra pessoa para fazer isso melhor) e vai-se repetindo isso até estarem todas prontas.

Observação: são muito fáceis de fazer, parece mais complicado porque coloquei todos os detalhes de como eu faço, mas é bem simples , o único cuidado é mesmo a frita-las.

segunda-feira, 8 de Dezembro de 2008

Bolo Rei

Este Bolo Rei fiz no ano passado, ainda não tinha blog...
Para a nini que me pediu a receita, aqui está ela:


Ingredientes:
  • 700g de farinha
  • 40g de fermento de padeiro (ou metade de fermipan)
  • 1 dl de água morna
  • 150g de margarina
  • 175g de açúcar
  • raspa de 1 laranja
  • raspa de 1 limão
  • 4 ovos
  • 2 cálices de vinho do Porto
  • 150g de frutas cristalizadas
  • 150g de frutos secos
Para decorar:
  • frutas cristalizadas a gosto
  • geleia
  • 1 ovo batido
Preparação:

Peneire a farinha e retire uma chávena. Dissolva o fermento na água morna e junte a chávena de farinha reservada(no caso de usarem fermento fermipan, junte directamente na farinha reservada e depois coloque a água). Deixe levedar por 15 minutos em local quente.
Bata a margarina com o açúcar, raspa de limão e laranja, os ovos e o vinho do Porto. Junte este preparado à massa do fermento e junte farinha, amasse bem, e sove até obter uma massa elástica.
Pique as frutas cristalizadas e as secas e junte à massa anterior. Forme uma bola e deixe levedar em local temperado por cerca de 5 ou 6 horas.
Coloque em tabuleiro untado e enfarinhado a massa e abra um buraco no meio(eu fiz uma espécie de rolo e uni as pontas).

antes de ir ao forno


Pincele com ovo batido e enfeite com frutas. Deixe levedar mais meia hora e leve a cozer em forno a 200º C durante 35 a 45 minutos.
Depois de cozido pincele com geleia para dar brilho.
Pode completar a decoração com fios de ovos.

Observações e Dicas:
Resultou um bolo enorme, uns 3,5kg de bolo ou mais, por isso podem fazer dois mais pequenos, ou fazer um bolo rei e um bolo rainha, com metade da massa colocando numa frutas cristalizadas e secas e no rainha apenas frutos secos.
Coloquei as frutas cristalizadas demolho em vinho do Porto alguns minutos, para lhes retirar excesso de açúcar.
Deixar um bom buraco no bolo, porque tende a fechar se não for assim.
Para ficar com esta aparência, colocar as frutas cristalizadas grandes em 4 ou 5 locais espaçados e depois as frutas secas e outras cristalizadas mais pequenas entre esses espaços.

Achei que se levasse um pouco mais de margarina teria ficado melhor.

Fonte

sábado, 15 de Novembro de 2008

Molotov de Chocolate com Calda

Tinha ali muitas claras e resolvi fazer um Molotov, mas resolvi à ultima hora inventar e então saiu-me isto.



Ingredientes

Molotov:
  • claras(usei 13)
  • 1 colher (de sopa) de açúcar por cada clara (neste caso 13)
  • 3 colheres (de sopa) de achocolatado
  • margarina para untar
Calda:
  • 1 tablete de chocolate de culinária
  • 1 colher (de sopa) de margarina
  • 1 pacote de natas
  • 1/2 lata de leite condensado
Preparação

Molotov:

Pré aquecer o forno a 180º C.
Untar uma forma grande.
Bater as claras à temperatura ambiente, até ficarem em castelo, juntar o açúcar aos poucos, uma colher de cada vez batendo sempre. Juntar o achocolatado e bater só até ligar tudo(vai abaixar um pouco). Deitar o preparado de claras na forma e levar a cozer no forno durante 20 minutos. Desligar o forno e deixar arrefecer o Molotov lá dentro.

Calda:

Num recipiente que possa ir ao microondas, colocar o chocolate partido aos pedaços e a margarina, levar a derreter no microondas. Retirar e mexer até ficar uma mistura lisa. Juntar o leite condensado, mexer e juntar as natas. Levar ao microondas mais 1 minuto se achar que está muito liquido, mexer e deitar por cima do Molotov.




Dica:Se preferir, pode optar por não fazer a calda e servir simples, ou com a calda à parte.

sexta-feira, 31 de Outubro de 2008

Tirinhas de Frango com Molho de Marisco

Esta é a minha versão dos bifinhos de frango com sopa de marisco.

Ingredientes:
  • 1kg de bifes de frango cortados em tirinhas(strogonoff)
  • 4 dentes de alho picados
  • 2 folhas de louro
  • pimenta
  • margarina q.b.
  • 2 pacotes de natas
  • 2 colheres (de sopa) de pó de creme de marisco
  • 1/2 pacote de miolo de camarão(facultativo)
  • molho inglês q.b.
  • sumo de 1/2 limão
Preparação:
Temperei o frango com pimenta, alho espremido, o louro e envolvi.
Cozi o camarão em água e sal.
Numa caçarola derreti a margarina e fritei a carne até a água que larga ter sumido toda. Retirei o louro. Juntei o miolo de camarão cozido.
Misturei o creme de marisco nas natas até ficar bem dissolvido e deitei na caçarola, mexi até o molho engrossar. Deitei molho inglês e o sumo de limão, mexi e servi com arroz e batatas fritas.

Atenção:O creme de marisco tem sal, por isso não se tempera a carne.

Bolinhos dos Santos

Esta receita não é minha, mas da minha irmã, ela é que fez, porque mora numa aldeia e lá há a tradição do bolinho no Pão-por-Deus, toda a gente faz estes bolinhos para dar ás crianças e não só, porque os adultos também gostam.
Vou colocar a receita com as quantidades exorbitantes que ela me deu, mas depois reduzo para uma quantidade mais aceitável para fazermos nas nossas casas.



Ingredientes*:
  • 2,5kg de farinha
  • 2kg batata
  • 2kg abóbora
  • 1.5kg açúcar
  • 8 ovos inteiros
  • 1colher de sopa de fermento royal
  • 200gr manteiga
  • raspa de uns 4 limões
  • erva doce em pó e canela a gosto (+/- 1 colher e meia (de sopa) de cada)
  • frutos secos picados, a gosto** (pinhões, nozes, passas, amêndoas, avelãs)
De véspera cozer a abóbora, passar pelo passe-vite e meter num pano para escorrer bem.
No dia cozer as batatas e entretanto num alguidar deitar o açúcar, colocar por cima a manteiga em pedacinhos e a raspa de limão. Passar a batata cozida pelo passe-vite e deitar por cima ainda quente, para a manteiga derreter e o limão libertar mais sabor. Misturar tudo. Juntar a abóbora e depois os ovos. Bater com a batedeira, quando estiver bem batido juntar a farinha com o fermento, a canela e a erva-doce e amassar à mão e finalmente os frutos secos. Se a massa ficar muito dura colocar um pouco de leite aos poucos até ter consistência(a massa fica a colar às mãos, não fica seca, ela colocou para esta quantidade toda, apenas 2,5dl de leite).
fazer bolinhas e colocar em tabuleiros e levar ao forno, de preferência de lenha.

**As frutas é a gosto, há quem meta menos e quem meta mais, depende de quanto queiram gastar, a minha irmã juntou +/- 500g de frutos(a soma de todos).
Quem gostar pode juntar frutas cristalizadas também, tudo picadinho como é óbvio.

Ela não sabe quantos bolinhos fez, tem o cesto cheio, talvez 150 ou mais...por isso acho que um quarto desta receita é o suficiente.

*Pelas minhas contas estes são os ingredientes para uma quantidade adequada a uma casa de família:

  • 625g de farinha
  • 0,5kg batata
  • 0,5kg abóbora
  • 375g açúcar
  • 2 ovos inteiros
  • 1 colher (de chá) de fermento royal
  • 50gr manteiga
  • raspa de 1 limão
  • erva doce em pó e canela a gosto (+/- 2 colheres de chá de cada)
  • frutos secos picados, a gosto (pinhões, nozes, passas, amêndoas, avelãs) (+/-150g na totalidade, mas quanto mais levar melhor)

segunda-feira, 27 de Outubro de 2008

Pudim Molotov

Esta é a minha maneira de fazer Molotov, nada de complicado e que normalmente me corre sempre bem. Não sigo nenhuma receita, faço conforme o numero de claras que tiver.



Ingredientes:
  • Claras (costumo fazer com mais de 12)
  • 1 colher (sopa) de açúcar por cada clara
  • caramelo liquido de compra q.b.
  • margarina para untar a forma
Untar a forma com margarina. Pré-aquecer o forno a 180ºC.
Bater as claras em castelo, juntar o açúcar colher a colher, batendo sempre. Juntar o caramelo liquido até ficar com a cor pretendida.
Deitar colheradas na forma, tendo o cuidado de evitar deixar buracos, mexendo com a colher.
Levar ao forno, deixar cozer uns 20 minutos, ou até ficar corado por cima. Desligar o forno e deixar arrefecer lá dentro. Desenformar depois de frio e cobrir a gosto, ou com caramelo ou com um molho feito com gemas.

Molho:
  • 6 colheres (sopa) de açúcar
  • 6 gemas
  • água q.b.
Numa frigideira média, deitar o açúcar e um pouco de água e deixar ferver ( não mexer com a colher de pau para não fazer pedra, roda-se a frigideira). Quando fizer um caramelo muito claro, deitar mais um pouco de água e deixar fazer ponto de pérola. Deixar arrefecer e depois misturar as gemas na calda e levar ao lume a engrossar mexendo sempre, não deixar ferver para não talhar.
Deitar o molho por cima do Molotov, ou então servir à parte e cada um come o Molotov como preferir.
(a fatia já tinha 2 dias quando foi fotografada)


Dica: Quando digo que o caramelo é muito claro, quero dizer muito claro mesmo, mal começa a ter cor junto logo água.
Ninguém me ensinou a fazer isso, fui aprendendo fazendo, acho que caramelizando ligeiramente o açúcar, fica menos enjoativo do que fizesse apenas uma calda simples.
Meti na receita o molho conforme fiz hoje, mas normalmente faço a olho e junto para aí 5 gemas.

domingo, 12 de Outubro de 2008

Frango no Forno com Natas e Cogumelos

Tinha ali umas pernas de frango para assar e não me apeteceu fazer da mesma maneira do costume, então pus-me a inventar.

Ingredientes:
  • 6 pernas de frango
  • 5 dentes de alho
  • sal
  • pimenta
  • piripiri
  • sumo de um limão
  • 2 ou 3 colheres (sopa) de mostarda
  • 1 cebola picada
  • 1 barra de Tempero da Horta "natas e cogumelos"
  • 2 pacotes de natas
  • 2 latas de cogumelos (não tinha frescos)
Preparação:

Depois das pernas de frango lavadas(pode-se tirar a pele), colocam-se num pirex e temperam-se de sal, pimenta, piripiri, alhos picados, sumo de limão, mostarda e a cebola picada. Envolve-se tudo e deixa-se a tomar gosto (deixei umas duas horas).
Junta-se os cogumelos escorridos e a barra de Tempero da Horta esfarelada. Vira-se o frango de maneira a ficar por cima dos cogumelos e com o lado da pele para baixo, rega-se com as natas(não leva mais gordura nenhuma).
Vai ao forno a 220ºC cerca de 1 hora, virando o frango +/- a meio desse tempo.
Acompanhar a gosto.

sexta-feira, 10 de Outubro de 2008

Arroz Doce Light

Eu tenho de evitar o açúcar, mas gosto de comer coisinhas boas, então adapto, foi o caso deste arroz doce.
Não é tão doce como o outro, mas se ficar bem cremoso, fica muito agradável, tanto é que eu faço para mim, mas todos cá em casa acabam por comer.



Ingredientes:
  • 1 copo de arroz carolino
  • 2 copos de água
  • casca de 1 limão grande
  • 1 pedaço generoso de margarina ou manteiga
  • 4 cravinhos
  • 1 pau de canela
  • pitada de baunilha em pó (ou vagem)
  • sal
  • 2 litros de leite
  • adoçante(que dê para ir ao lume) a gosto (depende da marca, eu meti 16 colheres de sopa)
  • 2 ou 3 colheres ( sopa) de açúcar (facultativo)
  • 5 gemas
  • canela
Preparação:

Num tacho coloca-se a água, a margarina, o sal, a casca de limão, o pau de canela, os cravinhos e a baunilha. Deixa-se ferver e junta-se o arroz, mexe-se e quando voltar a ferver, abaixa-se o lume, tapa-se e deixa-se cozer durante 15 minutos. Ferve-se o leite.
Quando acabar o tempo de cozer o arroz, apaga-se o lume e deixa-se acabar de enxugar uns 3 minutos, passado esse tempo, deita-se parte do leite, leva-se de novo ao lume(mínimo), mexe-se e deixa-se cozer uns 5 minutos, deita-se mais leite e faz-se o mesmo e vai-se fazendo isso até levar o leite todo.
Colocar o adoçante e se acharem necessário o açúcar. Retira-se o pau de canela, a casca de limão e os cravinhos.
Colocam-se as gemas numa tigela, mexem-se e junta-se colheradas de arroz quente, mete-se e junta-se essa mistura ao arroz, mexe-se rapidamente e deixa-se cozer mais 2 ou 3 minutos. Prova-se e rectifica-se de adoçante se for caso disso, ou junta-se mais leite se estiver muito enxuto ( não esquecer que este arroz tem de ficar mais liquido que o outro, porque seca mais e porque fica mais agradável assim cremoso que seco).
Divide-se o arroz doce por tacinhas e polvilha-se ainda quente com canela.

Nós em Portugal não temos costume de usar cravinho no arroz doce, os brasileiros é que usam muito cravinho na doçaria, este arroz como fica menos doce eu uso tudo e mais alguma coisa para o tornar mais apetitoso.
O ideal seria fazer o arroz com vagem de baunilha, mas está ridiculamente cara, por isso opto pela baunilha em pó, não se esqueçam que só se pode usar uma pitada, porque senão amarga...eu costumo tirar o pó com a ponta do cabo de uma colher de chá.
O açúcar eu coloquei para não ter de colocar mais adoçante, mas se forem diabéticos ou quiserem mais light não ponham.
Não usei margarina light, mas podem fazer com essa também.

Rendeu 15 tacinhas de arroz doce.

segunda-feira, 22 de Setembro de 2008

Pavê de Pêssego (aproveitamento de bolo)

Fiz um bolo, mas o forno teve um problema e o bolo ficou seco, ninguém lhe pegou, então resolvi aproveitar fazendo uma sobremesa, desta vez com pêssego.



Ingredientes:
  • Bolo Q.B.
  • 2 pacotes de pudim Mandarin
  • 1 litro + um pouco de leite
  • 6 + 6 colheres de açúcar
  • 1 lata de pêssego
  • 2 pacotes de natas frescas
  • 2 claras
Preparação:

Corta-se o bolo ás fatias e cobre-se o fundo de um pirex com elas.
Abre-se a lata de pêssego e cortam-se o fruto em pedaços, reservando algumas metades para decoração. Espalha-se o pêssego picado por cima do bolo e rega-se o mesmo com a calda da lata.
Abre-se os pacotes do pudim e mistura-se o pó com 6 colheres de açúcar, dissolve-se com um pouco de leite e coloca-se o litro ao lume(pretendia um creme menos espesso, por isso usei mais leite que o indicado na embalagem), quando o leite levantar fervura, juntar o pudim dissolvido, mexer sempre, quando voltar a ferver, reduzir o lume e deixar cozer mais 2 ou 3 minutos. Deitar o pudim ainda quente por cima do preparado de bolo e fruta. Deixar arrefecer e levar ao frio.
Bater as natas bem geladas, até começarem a ficar firmes, juntar 3 colheres açúcar e continuar a bater até ficar creme de chantilly. Bater as claras em castelo e juntar as outras 3 colheres de açúcar, uma de cada vez, até ficarem bem firmes. Envolver as claras e as natas, deitar por cima do pudim. Enfeitar a gosto com o pêssego restante. Levar ao frio até à hora de servir.



Em vez de bolo podem substituir por palitos de champanhe ou palitos La Reine.

sexta-feira, 19 de Setembro de 2008

Bolo de Pão Ralado


Ingredientes:
  • 1 tigela (sopa) de ovos
  • 1 tigela (sopa) de açúcar
  • 1 tigela (sopa) de pão ralado
  • 1/2 tigela (sopa) de óleo
  • 1 colher(sopa) de canela
(a receita não leva, mas meti uma colher de chá de fermento)

Preparação:

Bater tudo junto, levar ao forno pré aquecido a 180º em forma untada, retirar do forno quando ao se espetar um fio de esparguete esse sair limpo.

Mais fácil que isto não há.

Pão ralado= farinha de rosca

Fonte

domingo, 14 de Setembro de 2008

Pêssegos Bêbados(aproveitamento de pêssegos)

Ontem comprei uns pêssegos bonitos, mas que afinal não prestavam para nada e nem os conseguíamos comer, como eram bastantes e para não irem para o lixo, resolvi aproveitar desta maneira.


Ingredientes:
  • pêssegos
  • vinho tinto
  • açúcar ou adoçante
  • paus de canela (facultativo)
  • estrelas de anis (facultativo)
Preparação:

Descascam-se os pêssegos e partem-se grosseiramente em pedaços grandes. No meu caso meti alguns pêssegos à parte noutra tigela e adocei com bastante adoçante(para mim) e na outra com bastante açúcar(para o marido), tem de ficar bem docinho. Depois reguei ambos com um pouco de vinho, não é preciso muito, não se cobre na totalidade, é apenas para dar gosto e ter molho.
Coloquei uns paus de canela e depois lembrei-me que tinha ali estrelas de anis e juntei também.
Depois é só envolver e deixar tomar gosto uns minutos.

Mesmo com adoçante fica muito bom e melhor que tudo, não engorda.
Claro que isto não é para crianças por causa do vinho...

Já pensei para outra vez fazer uma calda com o açúcar, o vinho, a canela e as estrelas de anis, ou outro aroma que me lembrar na altura(casca de limão, de laranja, ou cravinhos por exemplo) e depois de arrefecido deitar por cima dos pêssegos...assim até crianças podem comer porque perde o álcool todo...é capaz de ficar ainda melhor, mais aromatizado.

Bolo de Mel da Avó da Paulina


Ingredientes:
  • 9 ovos
  • 250g farinha
  • 250g açúcar
  • 1 dl azeite
  • 1 dl mel
  • 1 colher de chá de fermento (bem cheia)
  • raspa de limão
Preparação:

Mistura-se as gemas com o mel, o azeite e a raspa de limão. Bate-se as claras em castelo e junta-se o açúcar aos poucos batendo sempre. Envolvem-se as claras cuidadosamente, no preparado de gemas e por fim a farinha com o fermento.
Deita-se a massa numa forma grande untada e leva-se a cozer em forno pré-aquecido a 200º cerca de 30 a 35 minutos(o tempo pode variar, depende do forno).

Observações:
É um bolo muito grande e a consistência é idêntica ao pão-de-ló, daquele saloio, muito fofinho.

Fonte

Empadão de Alheira


Ingredientes:
  • 1kg de batatas em puré*
  • 3 alheiras
  • 1 molho de espinafres
  • 6 dentes de alho
  • azeite
  • 500ml de molho bechamel*
  • queijo ou pão ralado para polvilhar(a receita original não tem, eu é que acrescentei)*
Preparação:

Faz-se o puré a gosto.
Aloura-se metade dos alhos num fio de azeite e onde de seguida se desfaz a massa das alheiras(sem a tripa), acalcando e mexendo com uma colher de pau.
Escalda-se os espinafres e depois de escorridos salteiam-se numa frigideira com o azeite, onde se fritou os restantes alhos picados.
Espalha-se o puré no fundo de um pirex, depois sobrepõe-se com a massa da alheira, seguida com os espinafres salteados e por fim com o molho bechamel.
Se assim desejarem, polvilhem por cima com queijo ou pão ralado e vai ao forno até ficar dourado por cima.
Acompanhar com salada.




*podem optar por usar puré instantâneo, nesse caso usem 2 saquetas(1 caixa), ou do congelado.

*O bechamel podem usar de compra, ou fazerem em casa, para 500ml deve ser +/- 2 colheres (sopa) de margarina; 2 colheres (sopa) de farinha de trigo; e 500ml de leite, depois é temperar a gosto.

*Para ficar com um aspecto mais bonito, recomendo que polvilhem com queijo ou pão ralado, porque sem isso o bechamel faz bolhas e não fica com um gratinado uniforme.

Observações:
Gostámos, é para repetir, para além de ser bom, rende bastante e é muito económica.

Rende umas 5 ou 6 doses.

Fonte

quinta-feira, 4 de Setembro de 2008

Bolo Manuel da Bahia


Ingredientes:
  • 2 colheres (sopa) de margarina
  • 2 chávenas de farinha de milho
  • 3 chávenas de leite
  • 2 colheres (chá) de fermento em pó
  • 200g de coco ralado(1 pacote)
  • 1 pitada de sal
  • 2 colheres (sopa) de farinha de trigo
  • 2 chávenas de açúcar
  • 3 ovos
Preparação:

Bater todos os ingredientes no liquidificador excepto o coco ralado.
Depois de bem batido adicionar à mistura o coco e envolver.
Colocar a massa do bolo num tabuleiro pequeno, untado e enfarinhado, levar ao forno pré aquecido a 200º até ficar corado por cima.


tabuleiro= forma retangular
chávena= xícara

Dica: no caso de não terem um tabuleiro desse tamanho, podem fazer num pirex.


(O meu bolo ficou um pouco mal cozido e por isso parece ter recheio)


Fonte

terça-feira, 2 de Setembro de 2008

Salada Cozida

Esta receita foi-me enviada pela minha irmã, não sei se feita por ela, se pelo marido, já que lá em casa cozinham os dois.
Não me mandou a quantidade dos ingredientes, mas apenas o que levava.


Ingredientes:
  • Ovos
  • feijão verde
  • couve lombarda
  • cenoura
  • atum(ao natural/salmoura se quiserem mais light)
  • milho
  • pimento verde
  • pimento vermelho
  • pimenta
  • azeite
  • vinagre
Preparação:

Os ovos, feijão verde, couve lombarda e cenoura são cozidos, depois junta-se o atum escorrido, milho, pimento vermelho e verde cortado aos cubos.
Temperar com pimenta, azeite e vinagre.